Joomla 3.5 Templates by FatCow Complaints

Espiritualidade: Kriya Yoga e Outras Escolas

Publicado: Sexta, 23 Novembro 2007

Aqui estão reunidas informações que nós fomos guardando ao longo dos anos, assim como informações  regulares que nos forem chegando acerca do Kriya Yoga e de outros assuntos específicos, de forma a que estes possam ajudar cada consciência individual face às suas vivências ou experiências subjectivas. Assim sendo, têm o intuito de possibilitar a abertura de uma ou mais portas no interior de si mesmos (aqueles que anseiam o Auto-Conhecimento).

 

 

"Não dizei: ´Amanhã meditarei mais prolongadamente`. Descobrireis subitamente que passou um ano sem a realização das vossas boas intenções. Em vez disso, dizei: ´Isto pode esperar, mas a minha busca de Deus não pode esperar`." 
 
Paramahansa Yogananda

 

                                      

babaji1

 

"Os milhões de pessoas que estão sobrecarregados por laços de família e pesados deveres mundanos tomarão novo alento contigo, um chefe de família como eles... Um novo alento de esperança divina penetrará os corações ávidos dos homens mundanos. Pelo exemplo da vida equilibrada, eles compreenderão que a liberdade depende mais de renúncias interiores do que exteriores."

Mahavatar Babaji para Lahiri Mahasaya

 

 

        Aqui são colocados alguns livros sobre a ciência do Kriya Yoga:  

 

      "Autobiografia de um Yogi", editado pela editora Dinalivro em Agosto de 2008. Pela primeira vez em Português (Portugal). 

 

    "Kriya YogaIts Mystery & Performing Art", escrito por Swami Sadhanananda Giri. Editado por Jujersa Yogashram em inglês. Este livro é descrito por muitos de seus leitores como o livro sagrado do kriya yoga. As palavras iluminadas deste inspirador e enriquecedor título estão impregnadas de sabedoria espiritual, que transformou já milhares de vidas de seus leitores expondo a prática especifica do kriya yoga tal como foi ensinada por Yogiraj Sri Shyama Charan Lahiri Mahasaya . É um livro altamente recomendado logo a seguir ao clássico - "Autobiografia de um Yogi " escrito por Paramahansa Yogananda.

 

Se desejar mais informações (em inglês), como os conteudos, informações do autor, etc. sobre este livro pode ir ao seguinte site: 



    "Babaji and the 18 Siddha Kriya Yoga Tradition", escrito por M. Govindan, M. A., primeira edição em 1991 por Kriya Yoga Publications em inglês. Esta é a primeira biografia de Babaji autorizada, o mestre imortal dado a conhecer ao mundo por Paramahansa Yogananda na Autobiografia de um Yogui. Babaji vive agora perto de Badrinath, na parte superior das montanhas dos Himalaias. O seu corpo não envelheceu desde a idade de 16 anos quando há centenas de anos ele atingiu o estado Supremo de iluminação e de divina transformação. Isto aconteceu seguidamente à sua iniciação na arte cientifica do Kriya Yoga por dois mestres, os Siddhas Agastyar e Boganathar que pertenciam à "18 Siddha Tradition". São reveladas por um discípulo de longa data pequenas historias por si conhecidas, sobre a cultura da antiguidade e sua missão, assim como o Kriya Yoga pode ser usado para integrar a dimensão material e a dimensão espiritual da vida. É feita uma clara explicação acerca dos efeitos psicofisiologicos do Kriya Yoga e são dados guias para a sua pratica. Estão incluídos versos dos Siddhas escritos com comentários.

 

   "Wesak: A Hora da Reconciliação", escrito por Anne e Daniel Meurois-Givaudan. Editora Pensamento, 1992. Livro sobre os ensinamentos de Mahavatar Babaji numa caverna do Himalaia, documentado através de um casal de ocidentais.

 

    "Babaji - Mensagem do Himalaia", escrito por Maria-Gabrielle Wosien. Editado por Diversos em 2006. A autora fala sobre Babaji de Haidakan no sopé do Monte Kailash, nos Himalaias, de seus ensinamentos e do tempo em que conviveu com o Mestre no Ashram em Haidakan. Este livro possui um extenso glossário de conceitos da filosofia e mitologia hindu.

 

    "Eu Sou Você: Mensagem de Babaji, o Mestre do Himalaia", escrito por Maria-Gabrielle Wosien. Editora Troim, 2002. Este livro contém extractos das palestras de Babaji de Haidakhan dirigidas a seus alunos durante os últimos anos de sua actividade, incluindo também algumas anotações de suas conversas particulares.

 

    “Kriya Yoga — O Processo Científico de Aperfeiçoamento Espiritual e a Essência de Todas as Religiões”, escrito por Paramahansa Hariharananda da Editora Lotus do Saber. Este livro explica e fundamenta, de acordo com as sagradas escrituras da Índia, ao ensinamento descrito por Paramahansa Yogananda no livro Autobiografia de um Yogi. Paramahamsa Hariharananda, um mestre que alcançou a realização espiritual, era discípulo de Swami Sri Yukteswar e pertence à mesma linhagem espiritual de Yogananda. Este livro é uma celebração do centenário de nascimento de Baba (pai), como Hariharananda é amorosamente chamado, e é um presente para todos que desejam aprofundar os seus conhecimentos sobre o Kriya Yoga.

 

    "O Mestre da Kriya Yoga - O Lado Humano de um Ser Divino", escrito por Bupendranath Sanyal. Editora Lotus do Saber. Este livro fala-nos da vida do mestre Lahiri Mahasaya, que trouxe ao mundo a mando de Mahavatar Babaji o ensinamento do Kriya Yoga. Este Livro contem também um artigo inédito de Paramahansa Yogananda .

 

            “Lahiri Mahasaya é um dos redentores da humanidade"

                                                  Paramahansa Yogananda

 
 
 
                                         Livros sobre Espiritualidade 
 
 
Aqui são colocadas várias referencias de livros que nós consideramos benéficas na caminhada interior, referencias que aconselhamos, e que enriqueceremos sempre que seja pertinente. Oxalá ajudem quem busca respostas em Si. Estes livros são para nós de grande valia para elucidar alguns sobre algumas matérias mais concretas ligadas à espiritualidade.  
 
 

"Bhagavad Gita - Krishna - Texto Integral". Escrito por Huberto Rohden. (2003). Editora Martin Claret.      

 

 

 

"Onde quer que uma pessoa esteja no caminho de volta a Deus, o Gita irradiará sua luz neste segmento da jornada”.

Paramahansa Yogananda

 

 

 
 

"Brahma satyaṃ jagat mithyā, jīvo brahmaiva nāparah"

                                         Escrito por Adi Shankara em Sânscrito.

 

"Brahman is real, the universe is unreal, and Brahman is the universe" 

                                        Tradução de Ramana Maharshi para Inglês.

 

"Brahman é real, o universo é irreal, e Brahman é o universo"

                                        Tradução para Português.

 

 
  • "Vivekachudamani: O Diadema da Sabedoria".  Escrito por Shânkara Acharya. (1968). Tradução de W. F. Gonçalves em Português. Editora Fundação Educacional e Editora Universal.

  • "Vivekachudamani". Escrito por Shankaracharya. Editora Filosófica. Tradução de Jane Dullius para Português.

  • "Vivekachudamani: O Diadema da Sabedoria". Escrito por Shankaracharya. (1988). Tradução de W. F. Gonçalves em Português. Editora FEEU, RS.

 

Além deste livro, Sri Shankaracharya escreveu outras obras, ou pelo menos foi-lhe atribuido a ele a sua escrita. Para poder consultar mais informações visite o seguinte site onde poderá também encontrar traduções em Inglês de vários textos sagrados, como por exemplo, Vedas, Upanishads, épicos como o Mahabharata, textos védicos, entre outras obras:

        §        http://www.sankaracharya.org/vivekachudamani1.php

 

 

 

Richard Bach

   
    Era uma vez uma aldeia de criaturas que se situava no fundo do leito de um grande rio cristalino cuja corrente do rio passava silenciosamente por cima de todos os seus habitantes: jovens e velhos, ricos e pobres, bons e maus. A corrente dele seguia o seu caminho, porém, só reconhecia  o seu próprio ser cristalino. Cada aldeão, a seu modo, agarrava-se fortemente às plantas e pedras do seu leito, pois agarrar-se era o seu modo de vida e resistir à corrente era o que cada um tinha aprendido desde que nascera. Mas... certo dia, um deles disse, por fim:

 

    "Estou farto de me agarrar! Embora não possa ver com os meus próprios olhos, espero que a corrente saiba para onde está a ir. Vou soltar-me e deixar que ela me leve para onde quiser. Se me agarrar, morrerei de tédio!"

 

Os outros riram-se a bom rir e reponderam em unísono:

    "Louco! Se se soltar, essa corrente, que adora, lançá-lo-à sobre as pedras despedaçando-o com certeza, e a sua morte será mais rápida do que a causada pelo tédio!"

 

Mas aquele não lhes deu ouvidos e respirando fundo, soltou-se. De imediato, de facto, a força das águas lançou-o sobre as pedras! Com o tempo, como se recusasse a tornar a agarrar-se, a corrente levantou-o, livrando-o do fundo, mas sem se magoar desta vez. E as criaturas mais abaixo no rio, para quem ele era um estranho, exclamaram: estupefactas:

 

    "Vejam, um milagre! Um ser como nós, e no entanto voa! Vejam, é o Messias que chegou para nos salvar!"

 

E aquele, que fora carregado pela corrente esclareceu de pronto:

 

    "Não sou mais Messias do que vós. O rio tem prazer em nos erguer à liberdade, se ousarmos soltar-nos. O nosso verdadeiro trabalho é essa viagem, essa aventura."

 

No entanto, cada vez mais aclamavam:

 

    "Salvador! Salvador! Salvador!"

 

continuando agarrados às pedras. Contudo, quando tornaram a olhar, ele se fora, ficando sozinhos e inventando lendas sobre um Salvador.

 

    E quando regressou viu que os outros cada vez o seguiam mais de perto, mais terríveis do que nunca; viu que insistiam consigo que os curasse sem descanso, os alimentasse sempre com os seus milagres, aprendesse por eles e vivesse as suas vidas. Então, foi sozinho para o topo de um morro e rezou em seu íntimo:

 

    "Ser Infinito Radioso, Se for a tua vontade, deixa que esta taça passe das minhas mãos, deixa-me pôr de lado esta tarefa impossível. Não posso viver a vida de uma outra alma, no entanto, dez mil me imploram a vida. Sinto ter permitido que tudo isso acontecesse. Se for a tua vontade, deixa-me voltar aos motores e às ferramentas e viver como os outros homens."

 

E uma voz no topo do morro que não era masculina nem feminina, nem forte nem fraca, uma voz infinitamente bondosa, respondeu-lhe:

    “Não a minha vontade, mas que seja feita a tua. Pois o que for a tua vontade, será a minha vontade para ti. Segue o teu caminho e sê feliz na terra.

E ao ouvir aquilo o Mestre alegrou-se, deu graças e desceu do morro cantarolando uma cançãozinha de mecânico. E quando a multidão o atormentava com os seus males, implorando que os curasse, aprendesse por eles, os alimentasse constantemente com a sua compreensão e os divertisse sempre com as suas maravilhas, ele sorriu e disse amavelmente:

 

    “Eu desisto!

 

Por um momento ela ficou muda de espanto. E ele continuou:

    “Se uma criatura dissesse a Deus que o que queria mais que tudo era auxiliar o mundo sofredor, fosse qual fosse o preço para si, e Ele lhe respondesse o que devia fazer, ela deveria cumprir o que lhe era ordenado?

    “Pois claro, Mestre!” exclamaram.

 

“Devia ser para ela um prazer sofrer as torturas do próprio inferno se Deus lhe pedisse!”. “Não importa quais fossem essas torturas, nem a dificuldade da tarefa.”. “Seria uma honra ser enforcado, uma glória ser pregado a uma árvore e queimado, se fosse isso que Deus pedisse”, replicou ela.

    “E o que fariam vós, se Deus lhes falasse diretamente em pessoa e dissesse:


    ´ORDENO QUE SEJAIS FELIZES NO MUNDO, ENQUANTO VIVERDES.`

 

    O que fariam então?", insistiu.


E a turba calou-se e nem uma voz ou som foi ouvido entre os morros e vales. E o Mestre concluindo, acrescentou:

    “No caminho da nossa felicidade, encontraremos o conhecimento para o qual escolhemos nesta vida. Foi assim que aprendi hoje e prefiro deixá-los agora para seguirem o vosso caminho.”

E seguiu o seu caminho no meio do seu povo, voltando ao mundo das criaturas e dos motores.   

       

                  Extraído do livro "Ilusões - As Aventuras de Um Messias Indeciso"

 

 

  • "Fernão Capelo Gaivota". (2001). Escrito por Richard Bach. Editora Record.

  • "As Ilusões: as Aventuras de um Messias Indeciso". (2004). Escrito por Richard Bach. Editora Record.

  • "A Ponte para a Eternidade". (1999). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Não Há Longe Nem Distância". (1999). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Mensagens para Sempre". (2001). Escrito por Richard Bach. Editora Arte Plural Edições.

  • "Um". (1989). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Da Conquista da Musa Interior". (2004). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Estranho à Terra". (1989). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Nada ao Acaso". (1990). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Biplano". (1989). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Para Além da Minha Alma". (2000). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "O Dom de Voar". (1993). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Uma Aventura do Espírito". (1995). Escrito por Richard Bach. Editora Europa-América.

  • "Fora de Mim: a Descoberta de Saunders-Vixen". (2000). Escrito por Richard Bach. Editora Record.

  • "O Paraíso é uma Questão Pessoal". (2003). Escrito por Richard Bach. Editora Record.

  • "Um Vôo Solitário". (2002). Escrito por Richard Bach. Editora Arx.

 

 

 

Neale Donald Walsch  

 
      "Quero falar-te de Quem Realmente Sou, em vez do que dizem que Eu sou nas vossas mitologias. Quero descrever-te o Meu Ser de forma a que prontamente substituas a mitologia pela cosmologia - a verdadeira cosmologia do Universo, e a sua relação comigo. Dar-te a conhecer a vida, como funciona, e porque funciona assim".

      "(...) Quando se sabe essas coisas, pode-se decidir o que se quer rejeitar daquilo que a vossa raça criou. Porque esta terceira parte da nossa conversa é sobre a construção de um novo mundo, a criação de uma nova realidade".

      "Vivem há demasiado tempo, Meus filhos, numa prisão que vocês próprios criaram. É tempo de se libertarem".

 

                                   Extraído do livro, Conversas com Deus - Volume 3.


 
 

  • "Conversas Com Deus - Volumes 1, 2 e 3"; respectivamente em 2003, 2002 e 2000. Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "Amizade com Deus". (2001). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "As Novas Revelações".  (2003). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "Comunhão com Deus". (2001). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "O Deus do Amanhã". (2004). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "O Que Deus Quer - Uma Resposta Convincente à Maior Questão da Humanidade". Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "A Pequena Alma e o Sol". (2001). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

  • "Regresso a Deus". (2006). Escrito por Neale Donald Walsch. Editora Sinais de Fogo Publicações.

 

 

 

Juan José Benitez

 

JESUS:

"Tua mente é um navio, Abbã é a “centelha” interior, o piloto, e tua vontade é o capitão. Tu mandas...Pena que não vos deixeis guiar por Ele! Com frequência seu rumo é alterado por vossa incompetente natureza humana e, sobretudo, pelos medos, ideias preconcebidas e sabe-se lá o que mais... O homem sente tanto medo porque não sabe, não está consciente disso que vos estou revelando. No dia em que acordardes, e não tenhais dúvidas de que o fará, e compreenderdes que é filho de um Deus, que é imortal e que está condenado a ser feliz, nesse dia, meus queridos anjos, o mundo será diferente. O ser humano só terá um temor: de não parecer com Ele... Mas esse “medo” também acabará desaparecendo. A “centelha” irá sufocá-lo. O êxito do meu Pai está intimamente ligado ao teu poder de decisão. Se tu confias, Ele ganha. Pouco importa no que acreditas. Se o procuras, se o persegues, a “centelha” controla o rumo. E tu, pouco a pouco, vais-te tornando uno com ‘ela”. Eu vos direi um segredo... Observai a madeira. Faz-se uma com o fogo, e ambos. Inevitavelmente, sobem. Enfim, são verdadeiramente livres...Olhai! Olhai bem! Agora, fogo e madeira são um só... Compreendestes? Muito bem, este é o segredo. O homem, a madeira, que conseguir identificar-se, fazer-se uno com o Abbã, o fogo...não morrerá! Seu invólucro mortal será consumido pela “centelha”, pelo Amor, e não precisará ser ressuscitado..."

 

    Extraído do livro, O. C. T. Volume 6 - Hermon. (Primeira Semana no Hermon: conversa de Jesus com Jasão e Eliseu)

 

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 8 - Jordão". (2007). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Planeta do Brasil.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 7 - Nahum". (2006). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 6 - Hermon". (1999). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 5 - Cesareia". (1996). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 4 - Nazaré". (1995). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 3 - Saidan". (2001). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 2 - Massada". (2003). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Rebelião de Lúcifer". (1993). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

  • "Operação Cavalo de Troia - Vol. 1 - Jerusalém". (1987). Escrito Por J. J. Benitez. Editora Mercuryo.

 

 

 

Baird T. Spalding

  • "A Vida e os Ensinamentos dos Mestres do Extremo Oriente". Escrito por Baird T. Spalding. 1996. Editora Pensamento.

 
Eu fui à ìndia   
Procurar sabedoria
Fui ensinado
Em muitas verdades
E ganhei
Muito conhecimento
Voltei a casa
Para viver calmamente
E descobri que
A sabedoria
Que eu procurava
Esteve sempre
Dentro de mim.
 
 
Extraído do livro, A Vida e os Ensinamentos dos Mestres do Extremo Oriente.
 
 

 
Mais livros
 
  • "Vivendo com os Mestres do Himalaia". Escrito Por Swami Rama. Editora Pensamento.

  • "A  Fonte  da Juventude" -  Volume 1 e 2. Escrito por Peter Kelder. Editora Best Seller.

 
 

 
  • "Para Acabar com o Sofrimento". Escrito por Byron Katie. (2006). Editora Estrela Polar.
 

 
 

 

Questão de vibração ...

Há mais de 30 anos, no ano de 1947, o Dr. Hans Jenny desenvolveu uma nova ciência para investigar a relação entre a vibração e a forma. Mediante os seus estudos demonstrou que a vibração produzia até geometria... Ele produziu uma surpreendente variedade de desenhos geométricos, desde alguns muito complexos até outros bastante simples em materiais como a água, azeite, grafite e o enxofre em pó. Cada desenho era a forma visível de uma força invisível.

Esta experiência foi importante porque provou-se, sem espaço para dúvida, que a vibração cria uma forma previsível na substância onde é projetada. Pensamento, sentimento e emoção são vibrações que criam um transtorno sobre a matéria em que são projetadas, por essa razão precisamos de ter cuidado com o que pensamos e sentimos ...

... Muitas pessoas exercitam-se, vão ao ginásio, bebem muita água, comem alimentos saudáveis mas vivem com raiva ou pessimismo, assistem regularmente aos "noticiários negativos", adoram filmes de guerra, drama e violência, conversam sobre doenças, crise financeira ou guerras. Estas pessoas geralmente não entendem o porquê de ficarem deprimidas. O alimento que ingerimos é importante, mas as emoções são o alimento da alma, e esse alimento (emoções) influência a nossa saúde e o nosso destino completamente ....


... Dizem os entendidos que quanto maior o magnetismo maior é o tempo para a manifestação no nosso mundo do que pensamos e sentimos. Por conseguinte, quanto menor o magnetismo menor será o tempo para nos encontrarmos com a manifestação dos nossos desejos e, então, levará menos tempo para os nossos desejos se manifestarem. Isto não poderá ser algo maravilhoso? Ou então, haverá menos tempo para a manifestação dos nossos medos, caso mantenhamos pensamentos negativos.
 
Tudo depende de ti. E tu, em que mais pensas?
 
 
 
Extraído, e traduzido, do livro “Awakening to Zero Point” de Gregg Braden
 
 
  • O Mistério 2012: Predições, Profecias e Possibilidades. Editora Geração. GREGG BRADEN. 2009. 1ª Edição.

 


 

Omraam Mikhaël Aïvanhov

 

 

"O discípulo da Fraternidade Branca Universal não pode ter horizontes estreitos, não pode ficar limitado, deve desenvolver-se em todos os domínios. Deve agir com um desinteresse absoluto: eis o Karma-yoga. Deve procurar Deus, amá-lo e adorá-lo: eis o Bhakti-yoga. Deve meditar, deve concentrar-se para conseguir dominar-se e governar o imenso povo que são as suas células - é o Radja-yoga. Quando está sentado em meditação ou executa os movimentos da nossa ginástica ou os da paneuritmia, isso é, se quisermos, Hatha-yoga!. Concentra-se no fogo e dá-lhe a possibilidade de queimar todas as impurezas que nele existem - é o Agni-yoga. Procura incessantemente ser ''mestre do seu verbo'', quer dizer, não pronunciar palavras negativas que podem introduzir a dúvida ou o desalento nos outros, e, pelo contrário, faz esforços para se tornar um creador da nova vida: eis o Chabda-yoga. Finalmente, concentra-se no Sol, ama-o, procura-o, considera-o como uma porta aberta para o Céu, como a manifestação do Cristo, o representante de Deus, e isso é o Surya-yoga. O discípulo que o pratica não rejeita nenhum dos outros yogas, pelo contrário, e torna-se um ser completo, vive na plenitude."

 

Excerto extraído do livro Os Segredos do Livro da Natureza

 

Livros aconselhados entre outros:

 

  • "Acerca do Invisivel"; Editora Maitreya, 2001; Colecção Prosveta.

                                       Consulte o livro aqui

  • "O Yoga da Alimentação"; Edições Prosveta; Editora Maitreya, 5ª Edição; Colecção Prosveta.

  • "Rumo a uma Civilização Solar"; Edição Maitreya, 2010; Colecção Prosveta.

  • Consultar o livro: Regras de Ouro para a Vida Quotidiana

 

De seguida expomos num documento PDF alguns extractos seleccionados, em português, de alguns dos livros do Mestre Omraam, organizadas por diferentes temáticas:

 


Para ampliá-lo/To enlarge/Para agrandecer Click Aqui / Here!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Acessos: 18367