Joomla 3.5 Templates by FatCow Complaints

Quem foi Bhupendra Nath Sanyal

Publicado: Sábado, 18 Abril 2009
 
Bhupendranath Sanyal
 
(1877-1962)
 
 

          Um rapaz de 16 anos encontrava-se de pé, diante do grande mestre Lahiri Mahasaya, com um pequeno número de flores, um coração afectuoso e lágrimas rolando pela face, rogando ao venerável Lahiri que confirmasse o sonho que tivera e que fora passado na residência sagrada do seu Gurudev. Intensamente movido pelo profundo anseio da divindade, pureza e humildade, este último, efectivamente, iniciara aquele jovem no sagrado caminho do Kriya Yoga durante esse sonho.

          Bhupendranath Sanyal Mahasaya nasceu no dia 20 de Janeiro de 1877, na aldeia de Sadhana Para, no distrito de Nadia, em Bengala Ocidental, Índia. Este local é uma terra espiritualmente sagrada e fértil, albergando muitas grandes personalidades, sábios e santos como Shri Chaitanya Mahaprabhu, Paramahamsa Hariharananda, e Shri Sitaram Das Omkaranath.

          Com o falecimento da mãe na sua infância, quando tinha apenas dois anos, ficou entregue aos cuidados, sustento e orientação de seu tio materno, da sua irmã mais velha e cunhado. Sanyal Mahasaya cresceu e floresceu como uma pessoa divina, cheio de alegria interior e beleza, no ambiente espiritual dessa família brâmane. A sua prática espiritual regular começou em 1890, quando tinha 13 anos de idade, logo após a cerimónia do fio sagrado e da sua iniciação no Gayatri Mantra, passando o tempo a ler livros religiosos, escrituras e a encontrar-se com pessoas espiritualizadas, santos e sábios.
 
          Entre desígnios divinos, a sua educação e prática espiritual foram perturbadas pelo padecimento de constantes doenças que afectavam, do mesmo modo, a frequência universitária; a sua recorrência era de tal ordem que a sua irmã se viu obrigada a buscar a intervenção de seu Gurudev. Todavia, ele acalmou-a, dizendo que o seu irmão teria não só uma vida longa, como ainda muito trabalho urgente pela frente e que aguardava apenas a sua atenção para ser plenamente realizado.
 
          Bupendra foi tão sincero, devotado e comprometido com a prática do Kriya Yoga que rapidamente ascendeu às técnicas e experiências elevadas, facto que motivou o Mestre a dar-lhe permissão para o passar a outras pessoas. Lahiri Mahasaya sentindo a sua própria partida da Terra iminente, com omnisciência, aconselhou o seu querido discípulo a receber as disciplinas mais avançadas com Panchanan Bhattacharya, um devoto altamente adiantado e fundador da Missão Arya, assim com a divulgar a mensagem do Kriya Yoga.
 
          A despeito da sua explícita determinação em aceitar a vida monástica, estava destinado a desposar Kalidasi Devi, aos 21 anos de idade, seguindo as pegadas do seu perfeito e exemplar Gurudev. Contudo, enquanto se incumbia das suas obrigações domésticas como pai de dois filhos e quatro filhas, não há evidências de que, alguma vez, se tenha afastado do caminho do Kriya Yoga.
 
          Alcançando o estado de Auto-Realização em 1902, nove anos depois de ter sido iniciado em Kriya Yoga, com 25 anos de idade, foi amplamente venerado como um iogue bem estabelecido e plenamente realizado. Os seus talentos e habilidades, carácter puro e imaculado, bem como a sua riqueza espiritual, geraram uma estreita amizade com Rabindranath Tagore, com quem trabalhou como professor de 1902 a 1909, criando o Instituto Shantiniketan.
 
          A serenidade sagrada do lugar atraiu-o, desde 1910, várias vezes a Puri, Orissa em peregrinação, fundando ali,  em 1923, o Gurudham Ashram, a poucas centenas de metros do Karar Ashram (este estabelecido pelo Swami Yukteswar, Guru de Paramahansa Yoganandaque também residiu ali), onde acabou por viver permanentemente com a sua esposa e os seus seis filhos). Em 1924, criou um outro Ashram em Bhagalpur, Bihar, que se tornou um centro de propagação do Kriya Yoga.

          Escritor talentoso e profícuo, escreveu muitos livros espirituais e, comentários em bengali sobre o Bhagavad Gita, demonstrando uma sabedoria profunda das escrituras.

          Em 18 de Janeiro de 1962, no seu Ashram principal em Bhagalpur com a idade de 85 anos, entrou na morada eterna conhecida como mahasamadhi1, mas permanece imortal nos corações de milhares de devotos e buscadores espirituais que obtiveram um vislumbre de um antigo rishi, um grande iogue, um guia e um Mestre divino.
 
 
1 Saída do corpo, consciente e final, de um iogue.
 
 
Texto a partir do website: http://www.kriya.org
 
 
 
 
 
 
         Yogacharya1 Bhupendra Nath, autor do livro “O Mestre do Kriya Yoga”, era escritor e poeta. Nasceu em 1877 numa família de brâmanes ortodoxos de poucos recursos e perdeu o pai muito cedo. Precisou de vencer dificuldades para se diplomar. Em 1903 começou a trabalhar como professor na escola de Rabindranath Tagore2, a quem permaneceria ligado por profunda amizade a vida inteira. Convidado para assumir a direcção da escola, ocupou com tal êxito o cargo que lhe fora confiado que a transformou em Universidade famosa.

          Na infância Bupendra Nath ficou muito doente. A sua irmã mais velha, que era discípula de Lahiri Mahasaya, escreveu ao Guru dizendo que temia pela vida do menino. Lahiri Mahasaya escreveu de volta assegurando-lhe que não se preocupasse, pois Bupendra Nath teria vida longa a fim de realizar uma missão para a qual estava destinado. A predição de Lahiri Mahasaya cumpriu-se inteiramente.

          A espiritualidade precoce de Bupendra Nath era tão grande que Lahiri Mahasaya, seu Guru, não hesitou em iniciá-lo em técnicas reservadas a raros ascetas. O adolescente provou que merecia a confiança nele depositada. Com apenas dois anos no caminho espiritual, tempo considerado muito reduzido para padrões do yoga, e já tendo alcançado a Realização divina, recebeu autorização para iniciar os seus próprios discípulos, facto bastante raro.

          Bupendra Nath Sanyal concedeu, ao longo da vida, iniciação em Kriya Yoga a muitas pessoas que vinham procurá-lo. Jamais demonstrou ter qualquer tipo de preconceito de religião ou nacionalidade. Mais tarde, ao aposentar-se, tornou-se o tutor particular dos príncipes de Narshinghgart Raj.

          A sua vida foi simples e disciplinada, como convém a um brâmane. Sri Bhupendra Nath Sanyal era casado e tinha filhos.
 
 
 
1 Rabindranath Tagore – poeta indiano laureado em 1913 com o Prémio Nobel da Literatura.
2 Yogacharya – Instrutor de Yoga.
 
 
 
Excerto extraído do livro “O Mestre do Kriya YogaA vida do Yogiraj Lahiri Mahasaya pelo seu discípulo Bhupendranath Sanyal”. 2003. Com um artigo de Paramahansa Yogananda sobre o grande mestre. Editora Lotús do Saber. 
 
 
 
 
 
 
          Sri Bhupendra Nath Sanyal1, eminente discípulo do grande Guru Lahiri Mahasaya, contou que em 1892, na sua adolescência, não podendo ir a Benares, orou ao sublime Mestre pedindo instrução espiritual. Lahiri Mahasaya apareceu-lhe em sonho e deu-lhe a diksha (iniciação). Mais tarde, o adolescente foi à Benares e, ao pedir a diksha ao Guru, Lahiri Mahasaya respondeu-lhe:
 
          “Já o iniciei, durante um sonho.“
 
 
1 Sri Sanyal entrou em mahasamadi em 1962. (Nota da SRF).
 
 
 
 
Extraído do Livro Autobiografia de um Iogue, Capítulo 35 − A vida crística de Lahiri Mahasaya, pág. 350, autor Paramahansa Yogananda, Editora Lotus do Saber.
 
 
 
 
  
 
 
 
 
Acessos: 9556